Ainda Não te Registaste? Clica aqui para o fazeres é Gratuito

Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net
www . Bombeiros - Portugal . net
O Ponto de Encontro de Todos Os Bombeiros
 
   Página InicialPortal AlbumAlbum  PortalForum FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   CalendarioCalendario  Lista de utilizadores BanidosLista de utilizadores Banidos   RegistarRegistar 
 Recomendar site a um amigoRecomendar  PerfilPerfil    Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas    EntrarEntrar  Ocorrências ActivasOcorrências Activas  Ocorrências ActivasRisco de Incêndio   LinksLinks   Links>Chat 
 Envie NoticiasEnviar Noticias  VideosVideos  EventosAdicionar Eventos  EventosEnviar Fotografias


Algarve: Área ardida este ano foi 3% da de 2005


 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net -> Noticias


Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
Bravo33



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 19 Jun 2006
Mensagens: 1260
Local/Origem: Mealhada

MensagemColocada: Qui Jul 06, 2006 10:30 am    Assunto:
Algarve: Área ardida este ano foi 3% da de 2005
    Responder com Citação

Algarve: Área ardida este ano foi 3% da de 2005


A área ardida este ano no Algarve até 26 de Junho foi de 39 hectares, cerca de 3% da que ardeu no primeiro semestre de 2005, soube esta terça-feira a Lusa junto do Governador Civil de Faro.

Em 2005, arderam naquele período 1.272 hectares, na quase totalidade (1.178) em incêndios florestais, enquanto os fogos em áreas agrícolas e de mato não fizeram arder mais do que 61 e 33 hectares respectivamente.

Já o número de ocorrências foi mais aproximado nos dois anos, com 235 focos de incêndio detectados este ano, contra 419 o ano passado, o que significa que, em média, cada fogo fez arder muito mais área em 2005 do que em 2006.

Entre 15 de Maio e 26 de Junho de 2006 - já em plena «Fase Bravo» do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil - a área ardida no Algarve foi de 33 hectares contra 1.211 hectares em 2005 e houve 151 ocorrências contra 214 no ano passado.

Se o período comparativo for a semana de 20 a 26 de Junho, mantêm-se as diferenças, com 7 hectares em 2006 contra 104 hectares em 2005, embora o número de ocorrências este ano (30) seja superior a 2005 (23).

Em declarações à Lusa, o governador Civil de Faro, António Pina, atribuiu a existência de menos fogos em 2006 ao «cuidado, vigilância, limpeza e preocupação» por parte das populações e aos maiores cuidados por parte das autarquias na prevenção de incêndios.

Por outro lado, observou que a maior aproximação no número de ocorrências se deve à maior eficácia do modelo de ataque a incêndios aplicado este ano.

«O facto de cada fogo ter em média menos área ardida deve-se à eficácia do modelo de triangulação que este ano foi implantado», disse.

Segundo aquele modelo, qualquer ocorrência que necessite de meios terrestres implicará a saída de viaturas de três corporações da zona - uma da zona do fogo e duas de corporações vizinhas - o que possibilita que os bombeiros locais não fiquem desguarnecidos, em caso de aparecimento de outros focos.

António Pina atribuiu ainda a extinção de incêndios em fase nascente à eficácia dos helicópteros, que impedem a progressão das chamas.

O responsável sublinhou que este ano a rápida actuação das autoridades é fundamental, devido ao crescimento do pasto por causa da muita chuva que caiu na região.

Este ano, o Governo optou por acabar com a época oficial de incêndios e criar um dispositivo permanente de acompanhamento do risco de incêndios: as fases Alfa (1 de Janeiro a 14 de Maio), Bravo (15 de Maio a 30 de Junho), Charlie (1 de Julho a 30 de Setembro) e Delta (1 de Outubro a 31 de Dezembro).

Os meios mobilizados são proporcionais ao risco definido em cada fase.

Na fase Charlie, que inclui os três meses mais quentes do ano, o dispositivo integrado de combate a incêndios vai contar com 5.100 bombeiros, 1.188 veículos e 50 meios aéreos.

A estes, somam-se 1.400 elementos da GNR apoiados por equipas do Instituto de Conservação da Natureza e 200 operacionais disponibilizados pela associação de fábricas de celulose (AFOCELCA), apoiados por três meios aéreos.


fonte:diário digital
Voltar ao topo
Google
AdSense






Posto: Bombeiro de 3ª
Corpo de Bombeiro: 0112- Mealhada

MensagemColocada: Qui Jul 06, 2006 10:30 am    Assunto:
Click Aqui para Ajudar O site
   





Cursos: Tripulante de Ambulância de Transporte, Salvamento e Desencarceramento / Tripulante de Ambulância de Socorro
Voltar ao topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net Noticias Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
Você pode anexar ficheiros neste fórum
Você não pode baixar ficheiros neste fórum



Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Layout por ViPeR5000
Googlepage: GooglePullerPage
eXTReMe Tracker


CSS Valid PHP Valid CSS Valid
server monitor

[ Time: 0.3421s ][ Queries: 28 (0.0672s) ][ Debug on ]