Ainda Não te Registaste? Clica aqui para o fazeres é Gratuito

Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net
www . Bombeiros - Portugal . net
O Ponto de Encontro de Todos Os Bombeiros
 
   Página InicialPortal AlbumAlbum  PortalForum FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   CalendarioCalendario  Lista de utilizadores BanidosLista de utilizadores Banidos   RegistarRegistar 
 Recomendar site a um amigoRecomendar  PerfilPerfil    Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas    EntrarEntrar  Ocorrências ActivasOcorrências Activas  Ocorrências ActivasRisco de Incêndio   LinksLinks   Links>Chat 
 Envie NoticiasEnviar Noticias  VideosVideos  EventosAdicionar Eventos  EventosEnviar Fotografias


SAÚDE em Portugal


 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net -> Conversa [OFF TOPIC]


Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
vampiro



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 20 Jun 2006
Mensagens: 452
Local/Origem: Mealhada

MensagemColocada: Qui Jan 10, 2008 1:23 am    Assunto:
SAÚDE em Portugal
    Responder com Citação

Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008
SAÚDE em Portugal - Como não é a digníssima Mãe deles que precisa do serviço de urgências hospitalares...II

Resumo de uma sexta-feira (dia 4-janeiro-2008) à noite no hospital do Lordelo em Vila Real - Portugal - Europa - Primeiro Mundo, ou "flagrantes da vida real" de um hospital em Portugal:
.
Cena Primeira - Porque fecharam as emergências hospitalares na cidade da Régua, chega uma ambulância daquela cidade a Vila Real - Hospital do Lordelo, com uma Mãe de 83 anos (que não é a digníssima Mãe do Senhor Sócrates nem de nenhum ministro) doente, vomitando, passando mal e que precisa de cuidados hospitalares.
Embora a Mãe (que não é a digníssima Mãe do Senhor Sócrates nem de nenhum ministro) tenha de ser internada, não há quartos vagos nem macas disponíveis.
É atendida na própria maca da ambulância, no corredor da emergência onde fica retida, isolada dos familiares que a acompanham impedidos de ficar a seu lado por normas internas do hospital.
.
Cena Segunda - Outras ambulâncias chegam continuamente ao hospital do Lordelo em Vila Real, vindos de outras cidades do norte de Portugal que ficaram, por determinação do governo, sem os serviços de emergência.
Os doentes vão-se acumulando nos corredores da emergência.
São atendidos, consoante surge disponibilidade de escassos, perante a demanda, enfermeiros e médicos de plantão que tentam superar sem resultado o caos em que está sendo lançado o serviço de saúde em Portugal.
E vão ficando a Mãe de 83 anos (que não é a digníssima Mãe do senhor Sócrates nem de nenhum ministro) e os doentes, por lá, jogados nos corredores da emergência do hospital do Lordelo de Vila Real, aguardando a demorada vez de receberem cuidados médicos, um quarto que vague, uma cama na enfermaria que fique disponível ou uma maca do próprio hospital que não aparece.
Não fossem as macas das próprias ambulâncias em que chegaram, teriam de ficar deitados no chão dos corredores do hospital.
.
Cena Terceira - Sete longas horas depois, já de madrugada, chegam finalmente os exames (análises) da Mãe (que não é a digníssima Mãe do senhor Sócrates...etç., etç.) confirmando, acreditem, a necessidade de internação no corredor do hospital, já que não há disponibilidade de quartos nem enfermarias vagas.
.
Cena Quarta - Os familiares são aconselhados a voltar para casa na Régua, porque não lhes é permitido o acesso à Mãe (que não é a digníssima Mãe do Senhor Sócrates...etç., etç.) deitada com seus 83 anos, numa maca há mais de sete horas e "internada" num corredor do hospital do Lordelo em Vila Real na madrugada do dia 5 de janeiro de 2008 - sábado.
.
Cena Quinta - Sábado, dia 5 de janeiro de 2008 -Em casa na Régua, preocupados, cansados e sem dormir, às 10 horas da manhã, os familiares da Mãe (que não é a digníssima Mãe do senhor Sócrates...etç. etç.) são avisados (porque telefonaram para o hospital) que podem voltar a Vila Real para buscar a paciente já em alta do hospital do Lordelo em Vila Real.
.
Cena Sexta - Correm para Vila Real, que fica a uns 25 Kms. da Régua e providenciam o regresso da Mãe (que não é a digníssima Mãe do senhor Sócrates...etç., etç.) ao aconchego do lar e da Família na Régua, transportando-a penosamente em carro comum particular, porque se pretendessem utilizar uma ambulância dos serviços hospitalares, adquirida pelo governo do senhor Sócrates com recursos monetários dos impostos que o cidadão comum paga, teriam de "contribuir" com a taxa obrigatória de trinta e poucos euros...
.
Cena Final - Felizmente a Mãe (que não é a digníssima Mãe do senhor Sócrates...etç., etç.) melhorou e está a recuperar as energias em casa, acarinhada por filho e netos.
E continua tentando viver, preocupada e preocupando-nos com a possibilidade de vivenciar tão lamentável experiência em nova emergência de saúde que a obrigue a ficar internada, deitada numa maca, num corredor frio de qualquer hospital distante da Régua, em sua pátria - Portugal!
.
E acrescento
.
O sangue transmontano é assim, rijo, estóico, teimoso.
Não quer morrer.
Resiste, luta, mesmo abandonado criminosamente por quem é eleito para melhorar a qualidade de vida da nação portuguesa, mesmo na humildade de suas possibilidades económicas que não lhe permitem usufruir nem ingressar no lucrativo mercado privado de saúde, mesmo quando grande parte da mídia lusitana se cala e aceita servil as aberrações que vão acontecendo no país Portugal.
É inaceitável o que está a acontecer em Portugal.
Para não dizer vergonhoso.
As "cenas" que coloco acima, são reais, aconteceram, estão a acontecer diáriamente e vão-se ampliando gravemente por todo o Portugal.
A saúde da nação portuguesa, principalmente da população humilde, pobre está a ser jogada na lama.
Não é um bem de consumo como outro qualquer.
Está agregada á vida humana e a qualidade dessa vida depende da facilidade de acesso, dos predicados dos serviços de saúde e, fundamentalmente, de infraestruturas modernas, funcionais, que se multipliquem apetrechadas de equipamentos novos e profissionais atualizados, dedicados, competentes, com espírito de missão.
A necessidade de serviços de saúde cresce na mesma proporção das privações sofridas no tempo pelo cidadão português (e não só) e quanto menor foi a possibilidade de acesso a cuidados de saúde ao longo da vida.
Não se pode ECONOMIZAR em saúde. Principalmente com a saúde da NAÇÃO.
Isso de dizer que “quem quiser saúde que a pague” não só contraria o que se encontra estabelecido na Constituição da República Portuguesa que dispõe “que todos têm direito à protecção da saúde” (artº 64, nº1), e não apenas aqueles que têm dinheiro para a pagar, sendo este direito garantido “através do serviço nacional de saúde universal e geral…tendencialmente gratuito” (artº 64, nº2, alínea a da Constituição da República).
Repetindo, o principio de “quem quiser saúde que a pague” que alguns defendem é não só contrário ao que estabelece a nossa Constituição mas também ao respeito que deverão merecer o ser humano e as Mães, Irmãos, Família, Amigos e conterrâneos de todos nós!
E também porque a maioria da Nação Portuguesa não aufere salário nem prerrogativas de ministro que permitam suportar o custo de consultas médicas e serviços de saúde privados...de primeiro-mundo!
Há que criar, inaugurar cada vez mais e mais Unidades de Saúde. Fechar, encerrar Unidades de Saúde demonstra escassez de clarividência e crueldade social!


FONTE:http://foreverpemba.blogspot.com/2008/01/sade-em-portugal-como-no-dignssima-me.html#links

Voltar ao topo
Google
AdSense






Posto: Bombeiro de 3ª
Corpo de Bombeiro: 0112-Mealhada

MensagemColocada: Qui Jan 10, 2008 1:23 am    Assunto:
Click Aqui para Ajudar O site
   





Cursos: Técnicas de Socorrismo, Salvamento e Desencarceramento, Combate a Incêndios para equipas de 1ª Intervenção / Manobras de mangueiras
Voltar ao topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net Conversa [OFF TOPIC] Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
Você pode anexar ficheiros neste fórum
Você pode baixar ficheiros neste fórum



Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Layout por ViPeR5000
Googlepage: GooglePullerPage
eXTReMe Tracker


CSS Valid PHP Valid CSS Valid
server monitor

[ Time: 0.1979s ][ Queries: 28 (0.0135s) ][ Debug on ]