Ainda Não te Registaste? Clica aqui para o fazeres é Gratuito

Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net
www . Bombeiros - Portugal . net
O Ponto de Encontro de Todos Os Bombeiros
 
   Página InicialPortal AlbumAlbum  PortalForum FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   CalendarioCalendario  Lista de utilizadores BanidosLista de utilizadores Banidos   RegistarRegistar 
 Recomendar site a um amigoRecomendar  PerfilPerfil    Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas    EntrarEntrar  Ocorrências ActivasOcorrências Activas  Ocorrências ActivasRisco de Incêndio   LinksLinks   Links>Chat 
 Envie NoticiasEnviar Noticias  VideosVideos  EventosAdicionar Eventos  EventosEnviar Fotografias


Chuva forte e vento até quinta-feira


 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net -> Noticias


Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
ViPeR5000(Rui Melo)
Site Admin


Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 11 Jun 2006
Mensagens: 2318
Local/Origem: Mealhada

MensagemColocada: Seg Out 23, 2006 8:36 am    Assunto:
Chuva forte e vento até quinta-feira
    Responder com Citação


Ruas alagadas, estradas cortadas, inundações domésticas, árvores caídas e postes de electricidade derrubados. Foi este o cenário que ontem proliferou em todo o País e que irá continuar até quinta-feira, com os alertas laranja para o Norte e Centro e amarelo para o Sul a manterem-se. Segundo as previsões do Instituto de Meteorologia (IM), a chuva continuará a cair com epicentro, características geológicas e topográficas do terreno, e com as estruturas edificadas.">intensidade e o vento poderá atingir os cem quilómetros no litoral e nas terras altas.

Ontem, Braga e Lisboa foram os distritos mais fustigados durante a manhã e o início da tarde.

Na capital, o céu escureceu por volta das 14.00 e uma tromba de água atingiu a região, levando os lisboetas a recolherem-se em casa e nos centros comerciais. Em pouco mais de duas horas, os bombeiros receberam cem chamadas para acudir a inundações na via pública e em algumas habitações, mas ao final da tarde estava tudo resolvido. Benfica, Chelas e Odivelas foram das zonas mais afectadas. Nos concelhos limítrofes, Oeiras ficou à frente com 70 inundações, seguida da Amadora com 27 e Cascais com 23. No entanto, e segundo o Serviço de Protecção Civil, não se registaram grandes danos materiais ou pessoais. "Não registámos qualquer situação fora do normal para o tempo e para a época. A maioria das inundações ocorreram na via pública", referiu ao DN o chefe de turno do Batalhão de Sapadores de Bombeiros de Lisboa.

Mas os centros de operação de socorro de todo o País registaram 466 inundações, a maioria por entupimento de sarjetas e de algerozes, e 160 quedas de árvore, uma grande parte na zona centro, o que provocou o corte de algumas estradas.

No Norte, os Bombeiros Sapadores do Porto e Gaia e os centros de operação de socorro acudiram a inúmeras inundações, sobretudo da via pública e em algumas habitações, garantindo que se tratava de situações normais. As doze freguesias de Barcelos foram das mais afectadas, onde a chuva provocou "elevados prejuízos materiais em cerca de uma dezena de habitações", disse fonte dos bombeiros locais. As inundações obrigaram também à intervenção dos bombeiros em duas fábricas do concelho e a retirar uma família do primeiro andar da sua casa, porque o rés-do-chão estava "cheio de água".

Ao longo de toda a manhã, as trombas-d'água e o forte vento arrastaram ainda muros e terras pelas ruas de diversas freguesias do concelho. No Centro, Aveiro, Castelo Branco, Mira, Figueira da Foz, Guarda e Leiria foram zonas marcadas pela queda de árvores, que levaram ao corte de algumas estradas.

De acordo com o IM, o estado do tempo irá manter-se assim até quinta-feira, começando a aliviar durante a tarde. "Haverá diminuição de nebulosidade, céu pouco nublado ou mesmo limpo em alguns locais e ausência de precipitação", explicou ao DN o meteorologista de serviço. A chuva intensa e o vento forte estão a ser provocados pela passagem de sucessivas superfícies frontais associadas a uma depressão centrada a sudoeste das Ilhas Britânicas.

Por
Ana Mafalda Inácio
Joana de Belém
Fonte DN

_________________
O que não me Mata torna-me mais forte.


I'm the ViPeR5000, always faster than you..
Voltar ao topo
Google
AdSense






Posto:
Corpo de Bombeiro: Bombeiro-Portugal

MensagemColocada: Seg Out 23, 2006 8:36 am    Assunto:
Click Aqui para Ajudar O site
   





Cursos: Técnicas de Socorrismo, Salvamento e Desencarceramento, Combate a Incêndios para equipas de 1ª Intervenção, Fenomenologia da combustão e agentes extintores , Manobras de Apoio á Extinção de Incêndios Urbanos e Industriais / Tripulante de Ambulância de Socorro
Voltar ao topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net Noticias Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
Você pode anexar ficheiros neste fórum
Você não pode baixar ficheiros neste fórum



Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Layout por ViPeR5000
Googlepage: GooglePullerPage
eXTReMe Tracker


CSS Valid PHP Valid CSS Valid
server monitor

[ Time: 0.1716s ][ Queries: 28 (0.0241s) ][ Debug on ]