Ainda Não te Registaste? Clica aqui para o fazeres é Gratuito

Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net
www . Bombeiros - Portugal . net
O Ponto de Encontro de Todos Os Bombeiros
 
   Página InicialPortal AlbumAlbum  PortalForum FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   CalendarioCalendario  Lista de utilizadores BanidosLista de utilizadores Banidos   RegistarRegistar 
 Recomendar site a um amigoRecomendar  PerfilPerfil    Ligar e ver Mensagens PrivadasLigar e ver Mensagens Privadas    EntrarEntrar  Ocorrências ActivasOcorrências Activas  Ocorrências ActivasRisco de Incêndio   LinksLinks   Links>Chat 
 Envie NoticiasEnviar Noticias  VideosVideos  EventosAdicionar Eventos  EventosEnviar Fotografias


Área ardida é 1/6 do ano anterio


 
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net -> Incêndios Florestais




Ver mensagem anterior :: Ver mensagem seguinte  
Autor Mensagem
Bravo33



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 19 Jun 2006
Mensagens: 1260
Local/Origem: Mealhada

MensagemColocada: Sex Ago 04, 2006 11:36 pm    Assunto:
Área ardida é 1/6 do ano anterio
    Responder com Citação

Área ardida é 1/6 do ano anterio

Image Hosted by ImageShack
Floresta: um bem cada vez mais raro em Portugal
Os mais de 12.000 incêndios florestais ocorridos nos primeiros sete meses deste ano em Portugal consumiram cerca de 14.000 hectares, correspondente a uma área ardida seis vezes inferior que foi devastada pelas chamas em igual período de 2005, segundo informa a agência Lusa.

O mais recente relatório da Direcção-Geral dos Recursos Florestais (DGRF) divulgado esta quinta-feira, revela que nos primeiros sete meses deste ano arderam 13.971 hectares, enquanto no período homólogo de 2005 foram consumidos 91.627 hectares de floresta.

O número de incêndios registado pela DGRF neste período ascende a 12.425, 1.390 dos quais fogos florestais e 11.035 fogachos, fogos com menos de um hectare, enquanto no mesmo período de 2005 já tinham sido registados 20.044 incêndios.

Em declarações à agência Lusa, o sub-director da DGRF para a área da defesa da floresta contra incêndios escusou-se a comparar estes dados com anteriores, alegando ser "prematuro fazer qualquer comparação".

Paulo Mateus invocou porém alguns factores meteorológicos registados este ano, referindo nomeadamente "alguns picos de calor, mas também algumas chuvas", que podem explicar os números.

"Mas há muitos mais factores de ordem meteorológica, e outros, que não temos contabilizado", disse, acrescentando que "de uma forma global, houve várias factores que podem ter contribuído ou não".

Uma "maior eficácia na primeira intervenção nos incêndios, de que há alguns indícios, a maior aposta na prevenção, alguns trabalhos de fogo controlado que têm sido realizados no Inverno e que têm diminuído o combustível existente no verão", foram também factores mencionados por Paulo Mateus.

O ministro da Administração Interna, António Costa, considerou que ainda é cedo para fazer um balanço dos fogos florestais, alertando que a "fase mais difícil do ano" está agora a começar.

Em declarações aos jornalistas em Viseu, onde esteve reunido com responsáveis do Centro Distrital de Operações de Socorro, o governante lembrou que, "em anos anteriores, 63% da área ardida foi durante o mês de Agosto", salientando que ainda "é cedo para fazer um balanço".

É obviamente cedo para tirar conclusões mas para além do factor meteorológico, o facto de a floresta portuguesa ter sido dizimada em anos sucessivos, de que resultou uma menor área de risco, permite concentrar meios e aumentar zonas de descontinuidade, muitas elas criadas pelos próprios incêndios.

Assim, as comparações em termos de áreas ardidas são quase inúteis, pelo que deve haver uma maior reflexão relativamente a questões de segurança, reflorestamento e prevenção, habitualmente esquecidas no Verão, a pretexto da prioridade no combate, e no Inverno, quando o risco de incêndio aparentemente não existe.


fonte: verão verde
http://veraoverdeorg.blogspot.com/2006/08/rea-ardida-16-do-ano-anterior.html
Voltar ao topo
Google
AdSense






Posto: Bombeiro de 3ª
Corpo de Bombeiro: 0112- Mealhada

MensagemColocada: Sex Ago 04, 2006 11:36 pm    Assunto:
Click Aqui para Ajudar O site
   





Cursos: Tripulante de Ambulância de Transporte, Salvamento e Desencarceramento / Tripulante de Ambulância de Socorro
Voltar ao topo
Paulo.R



Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 08 Out 2006
Mensagens: 3

Posto: Bombeiro de 1ª
Corpo de Bombeiro: Nenhum

MensagemColocada: Dom Out 08, 2006 6:26 pm    Assunto:
    Responder com Citação

A minha intenção não é fazer publicidade, mas aconselho vivamente em lerem o livro Portugal: O vermelho e Negro, do autor Pedro Almeida Vieira, um livro com um grande conteúdo Histórico, Estatístico e Politico, que aborda a problemática dos incêndios Florestais em Portugal.
Este livro mostra a outra face dos incêndios florestais, face essa muitas das vezes escondida da opinião pública, onde o autor deixa muitas criticas as identidades competentes, e mostra estudos, dados e comparações, que deixa qualquer entendido na matéria estupefacto.
Devem ler, depois me podem comentar se a área ardida é assim tão reduzida


Editado pela última vez por Paulo.R em Seg Out 09, 2006 2:16 pm, num total de 1 vez
Voltar ao topo
ViPeR5000(Rui Melo)
Site Admin


Sexo: Sexo:Masculino
Registrado em: 11 Jun 2006
Mensagens: 2318
Local/Origem: Mealhada
Posto:
Corpo de Bombeiro: Bombeiro-Portugal

MensagemColocada: Seg Out 09, 2006 9:22 am    Assunto:
    Responder com Citação

Paulo.R escreveu:
A minha intenção não é fazer publicidade, mas aconselho vivamente em lerem o livro Portugal: O vermelho e Preto, do autor Pedro Almeida Vieira, um livro com um grande conteúdo Histórico, Estatístico e Politico, que aborda a problemática dos incêndios Florestais em Portugal.
Este livro mostra a outra face dos incêndios florestais, face essa muitas das vezes escondida da opinião pública, onde o autor deixa muitas criticas as identidades competentes, e mostra estudos, dados e comparações, que deixa qualquer entendido na matéria estupefacto.
Devem ler, depois me podem comentar se a área ardida é assim tão reduzida


Deixo uma referencia a um topico http://www.bombeiros-portugal.net/viewtopic.php?p=1253#1253


Ps Já agora o Livro chama-se Portugal: O Vermelho e o Negro e não Portugal: O vermelho e Preto

_________________
O que não me Mata torna-me mais forte.


I'm the ViPeR5000, always faster than you..

Cursos: Técnicas de Socorrismo, Salvamento e Desencarceramento, Combate a Incêndios para equipas de 1ª Intervenção, Fenomenologia da combustão e agentes extintores , Manobras de Apoio á Extinção de Incêndios Urbanos e Industriais / Tripulante de Ambulância de Socorro
Voltar ao topo
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder a Mensagem    Índice do Fórum www . Bombeiros - Portugal . net Incêndios Florestais Todos os tempos são GMT
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Neste fórum, você Não pode colocar mensagens novas
Não pode responder a mensagens
Não pode editar as suas mensagens
Não pode remover as suas mensagens
Você Não pode votar neste fórum
Você pode anexar ficheiros neste fórum
Você pode baixar ficheiros neste fórum



Powered by phpBB © 2001, 2005 phpBB Group
Layout por ViPeR5000
Googlepage: GooglePullerPage
eXTReMe Tracker


CSS Valid PHP Valid CSS Valid
server monitor

[ Time: 0.1879s ][ Queries: 37 (0.0349s) ][ Debug on ]